sexta-feira, 25 de março de 2011

MARIANA

"Querer não é poder. Quem pôde quis antes de poder, só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer."

Ela é minha filha,  Mariana e está nos EUA. Nós falamos quase que diariamente  através da skype. Isso é muito bom porque aplacamos um pouco a saudade, e eu vejo a carinha dela! Rs.
Ontem falávamos justamente dessa quebra de comunicação que acontece quando os filhos crescem.
Em nosso caso, foi preciso ela ir morar fora para entender-me, agora estamos iniciando a restauração da relação mãe e filha. Me sinto gratificada a cada passo que ela dar adiante.
Mariana é quase um milagre em minha vida, minha gravidez foi de alto risco. Fiquei na cama durante os três  últimos meses de gravidez. Ela nascem muito frágil, que seu Pai a chamava de cristalzinho.
Quando Mariana tinha seis meses de vida,  precisei interromper a amamentação.
Começando assim "o querer mesmo sem poder."  Fernando Pessoa, traduz exatamente o que nos ocorreu na época. - Mariana nasceu com alergia a proteína, sua primeira mamadeira desencadeou a manifestação dos sintomas, que acho desnecessário relatar... Foi uma dura batalha, o avanço da medicina ainda não tinha chegado ao patamar de hoje.
O diagnóstico só veio quando ela já estava muito debilitada num leito de UTI. O tratamento foi muito duro para nós duas. Os médicos  foram pragmáticos: Não há mas o que se fazer...
Levei Mariana para casa e comecei um tratamento orientado por um médico que tinha fama de cientista e que a meu ver tinha uma certa coerência.
A dieta se resumia em rã e coelho, arroz selvagem e inhame, feito canja.
Banana verde assada e processada, maçã cozida no vapor e leite de soja com adoçante. Em pequenas quantidades de três em três horas, vinte e quatro horas por dia.
Suco de acerola, apenas uma colher de sopa ao dia.
Por causa da baixa imunidade ela tinha todas as( its) amigdalite, faringite, rinite...e assim por diante.
Enfim... Não tenho intenção de tornar essa leitura chata, gostaria apenas de usar esse veículo de comunição como um possível alento aquelas mães que como eu na época precisam de uma luz.
Naquela época Dr. Sthuraro já falava: Ela só está vida por sua força de vontade.
Foi o nosso querer a melhor arma nesta batalha.
" Quem pôde, quis antes de poder só depois de poder."
Todo sacrifício valeu a pena, Mariana hoje é uma linda mulher. Apesar de ter ainda alguns sintomas da alergia, principalmente agora, estando  em outro País onde os organismos também tem suas diferenças.
Foi o que aconteceu ontem, ela pediu ajuda através da dieta que até hoje recorro porque todo processo levou dois anos e meio. E o melhor é que nos falamos horas depois e ela tinha melhorado bastante, e hoje amanheceu bem.
"Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer."
Mari! Você é muito valente, mesmo ainda em sua inocência infantil lutou bravamente pela vida, conseguimos superar essa adversidade através da cumplicidade de mãe e filha.
Aprendemos uma grande lição: Querer não é poder, nossa batalha continua, devemos agora viver de forma mas leve, a convivência é mesmo uma tarefa difícil, se não houver um grande empenho das partes envolvidas, fica quase impossível viver em harmonia.
Ainda temos muito o que aprender.






10 comentários:

Cassia Giseli disse...

Que lindo!!
Ela ja havia me contado a historia mas os detalhes de mae sao mto importantes...
Ela eh sim uma mulher mto especial!!!
Tenho mto orgulho dela e de ser amiga dela aqui!!!
Beijos!

Anônimo disse...

Mari,

Você era menina linda!
O mas incrível é que se alguém te oferecia um chocolate, você respondia: Obrigado, eu não posso.

Um beijo,

Marlene

Anônimo disse...

Mariana,

Você sempre foi muito determinada, com seu jeitinho tímido conquistava a admiração de todos nós.
Você vinha sempre a Ilheus quando ainda estava nesta fase dificil. Linda, tagarela e meiga.

Te admiro muito...

Dulce Braga disse...

Meu caçula, hoje com 22 anos e um devorador de derivados de leite, também cresceu depois dos 9 meses, com leite de soja por alergia a qualquer leite animal, além do meu.
São as dores do enorme e perene prazer da maternidade!

Mariana Lyra disse...

ohh mae que linda vc!!! brigadaa :)
saudadesss
te amo muitoooo

Maria do Rosario disse...

Querida Cassia!

É maravilhos para Mariana poder contar com sua amizade, te admira muito.
Convido sua amizade para o Brasil também quando voltarem.

PS. Seu BLOG é tudo de bom, estou sempre atenta as dicas.

Beijos,
Rosário

Maria do Rosario disse...

Marlene!!

Quanto tempo, fico tão feliz por saber que meu blog chega à amigos queridos.
Mas é verdade, Mariana era muito disciplinada com a dieta...

Um beijo,
Rosário

Maria do Rosario disse...

(Anônima(o)

A Mariana até hoje é conversadeira...
Sempre que pode vai à Ilheus, sua terra Natal.

Obrigado,
Rosário

Maria do Rosario disse...

Dulce,

O Amor de mãe supera tudo mesmo, Mariana hoje tem 23 anos e também adora derivados de leite e carne, não resiste a um bom churrasco.
Diz que quando voltar vai tirar o atraso.

Maria do Rosario disse...

Mari,

Você é merecedora! - Sou feliz por ter uma filha linda como você.
Também morro de saudades...

Beijos, muitos...
Mamãe