terça-feira, 15 de janeiro de 2013

VERÃO E AMOR

Por do sol em Maceió/AL
 
 
 
 
Verão - seus olhos abertos e diamantes.
Tudo era quente em suas tardes eternizadas,
Nada, nada morria naquela terra enxuta.
O ocaso espetacular e despercebido!
E às seis horas da tarde fazia meio dia.
Se pelo menos fosse vermelho à vista
Como era nela intrinsecamente. Calor!
Mas era um calor de luz sem cor, e parada
Mar de Pajuçara, em sua hora mais crepuscular.
Era quase noite e estava ainda muito claro.
 
 
 
Verão largo: praia, mar e coqueiros ao vento.
Saudade? Nenhuma. Sal nenhum.
Só uma doçura pesada: como a da casca da fruta,
Água, só mergulhando no interior com ternura doce.
Ah, e a falta de sede. Calor com sede séria suportável.
 Amor, era a farpa na parte coração dos pés.
Pendurados, sem balançarem à ausência de vento.
Verão, à sentir quando com pesada angustia. O Sol.
E nada era quente naquele fim de tarde eternizada.
 
 
 
 
 


AS ESTAÇÕES DO AMOR



Primavera


Sinto os primeiros calores da primavera,
 tão antigo aquele sopro de vento,
 mas ainda me faz sorrir sem  olhar frente a um espelho,
 é um sorriso infantil que tem a doçura dos anjos.
Muito antes de vir as novas estação já havia o prenúncio:
 inesperadamente uma tepidez de vento,
 os primeiros aromas adocicados do ar.
 Impossível não reconhecer diz o coração.
 
 
Impossível, diz em eco as cores ainda tímidas
 e frescas como flores da primavera,
Impossível que isso não traga o amor maduro!
Repete o coração da semente que, para surgir,
necessita da quebra da semente, que
 parte sua secura crestada num sorriso.
Sem sequer perceber que já o fez,
e que aquilo é um amor.




 

 

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

A HISTORIA DO CUPCAKE





Origem
Ao contrário do que muita gente pensa, o cupcake não surgiu nos Estados Unidos e sim no Reino Unido, em 1796. Do inglês “bolo de xícara”, a receita original continha leveduras de cerveja, água de rosas, noz, canela e frutas secas.
O termo “cupcake” só apareceu em 1828, no livro Seventy-Five Receipts for Pastry, Cakes, and Sweetmeats, de Eliza Leslie. O nome ainda tem duplo sentido, já que a medida da receita era em “cups” (xícaras) e também assada nelas. Esse tipo de bolinho leve obteve muito sucesso por ser fácil de preparar e por ficar pronto rapidamente.
Receita de cupcake
Versão chocolate




Ingredientes (massa)
. 2 xícaras de farinha de trigo
. 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
. 1/2 colher (chá) de sal
. 3/4 de xícara de manteiga em temperatura ambiente
. 1 1/2 xícara de açúcar
. 4 ovos grandes
. 1/4 de xícara de leite
. 1 colher (chá) de essência de baunilha

Formas de cupcakes

Modo de preparo
Aqueça o forno a 180ºC. Numa tigela, peneire a farinha com o bicarbonato de sódio e o sal. Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme claro e fofo. Adicione um ovo por vez, sem parar de bater e depois o leite e a essência de baunilha. Bata até ficar homogêneo. Junte a mistura de farinha, dividida em três porções, uma após a outra, misturando sempre. Distribua a massa entre as forminhas até a metade e leve ao forno por 25 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.

Ingredientes (cobertura)

. 2 embalagens de cream cheese (300 g)
. 1 xícara de açúcar de confeiteiro
. 2 colheres (chá) de suco de limão
. 1 xícara de confeitos de chocolate

Modo de preparo (cobertura)

Bata o cream chesse na batedeira até obter um creme fofo. Adicione o açúcar e, em baixa velocidade, bata até ficar homogêneo. Adicione o suco de limão e continue batendo. Depois é só cobrir os bolinhos e decorá-los com o que quiser!
Dica da Redação: Também testamos essa receita com massa de bolo de cenoura. Ficou ótimo, pequenos bolinhos molhadinhos e rápidos. Experimente!
 

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

PAÍS TROPICAL

 
 
 

Praia da Jatiuca, Maceio/AL
 
PAÍS TROPICAL
Jorge Ben Jo
 
Moro num país tropical, abençoado por Deus
E bonito por natureza, mas que beleza
Em fevereiro (em fevereiro)
Tem carnaval (tem carnaval)
Tenho um fusca e um violão
Sou Flamengo
Tenho uma nêga
Chamada Tereza
Sambaby
Sambaby
Sou um menino de mentalidade mediana
Pois é, mas assim mesmo sou feliz da vida
Pois eu não devo nada a ninguém
Pois é, pois eu sou feliz
Muito feliz comigo mesmo
Moro num país tropical, abençoado por Deus
E bonito por natureza, mas que beleza
Em fevereiro (em fevereiro)
Tem carnaval (tem carnaval)
Tenho um fusca e um violão
Sou Flamengo
Tenho uma nêga
Chamada Tereza
Sambaby
Sambaby
Eu posso não ser um band leader
Pois é, mas assim mesmo lá em casa
Todos meus amigos, meus camaradinhas me respeitam
Pois é, essa é a razão da simpatia
Do poder, do algo mais e da alegria
Sou Flamê
Tê uma nê
Chamá Terê
Sou Flamê
Tê uma nê
Chamá Terê
Do meu Brasil
Sou Flamengo
E tenho uma nêga
Chamada Tereza
Sou Flamengo
E tenho uma nêga
Chamada Tereza