quinta-feira, 8 de setembro de 2011

CIRCUITO FOTOGRÁFICO


 MEU PASSEIO FOI AO LITORAL SUL

Praia da Avenida da Paz
Região portuária, mar não muito calmo mas muito belo. A primeira vez que vi o mar foi exatamente aqui. era um dia bonito também e o mar repleto de jangadas. Hoje podemos ver os navios na linha do horizonte.


Praia do Francês
Chegando à praia do Francês tome bastante banho de mar, a água cristalina e morna convida para um mergulho delicioso, os barcos visto ao fundo nos levam até o quebra mar onde tem uma variedade e quantidade enorme de peixes e corais, vale um mergulho.


Massagueira
Sugestão de almoço na massagueira, sentado à beira da lagoa degustando comidas típicas e sucos de frutas exóticas como mangaba, graviola, siriguela, pitanga.
Na saída comprar cocadas de vários sabores, suspiros e sequilhos.
 
Por do sol na Praia da Avenida

Como podem perceber fotografo tudo de dentro do carro, agora estamos de volta e o sol dar os primeiros sinais de o dia está terminando, capto esse reflexo avermelhado no coqueiro.


Entardecer na Pajuçara

Na praia da pajuçara, um pouco mais movimentada por ser urbana, podemos escolher um lugar para tomar uns drinques, sugiro uma caipiroska de caju, caja ou umbu. E umas agulhinhas bem crocantes para acompanhar.

9 comentários:

Vitor disse...

Rosário, tenho uma amiga paulistana, muito querida, que mora em Maceió. Um dia, disse a ela: _ Mulher, adote essa terra como sua, e faça todos os seus amigos paulistas morrerem de inveja de inveja de você. Não sei se ela me ouviu, mas depois disso, tenho a impressão de que ela ficou ainda mais feliz, e orgulhosa do seu novo lugar.
Que estado lindo!
Abraços!

DYDHA LYRA disse...

fico feliz por ser seu conterrâneo e ainda sentir com a mesma intensidade toda a beleza dessa terra,sua gente,sua gastronomia,seus encantos e recantos onde o sol derrama seus raios nos crepúsculos mais bonitos da face da terra!!! sua sensibilidade instiga aos que não a conhecem a vir e comprovar nossa hospitalidade!!!
Dydha Lyra

Maria do Rosario disse...

Vitor,

Sou uma Alagoana convêncida, tenho muito orgulho de minha terra.
Fico lisonjeada quando alguém ver Alagoas com a alma, apreciando seus encantos.

Maria do Rosario disse...

Dydha,

É um previlégio ser Alagoano né?

Obrigado por seu reconhecimento.

Rosário

Anônimo disse...

Rosário,

Que coisa maravilhosa é essa! - Já tinha ouvido muito as pessoas falarem das belas das Alagoas, agora diante destes cenários fico encantada...

Graça

Anônimo disse...

Amiga...

Também fico anos sem ir a Maceió o que é terrível, sinto que você tem uma grande admiração por estes cenários que o sol e a lua oferecem.
Nossa terra realmente é um paraíso.

Com muita saudade e admiração,

Mercia

Anônimo disse...

" Alagoas tem jóias tão raras.Que meus olho não cansam de olhar. Uma delas és tu Pajuçara praia linda engastada no mar...Toda gente que sai de Alagoas Coração deixa em Maceió" Como bem disse Lourival Passos na sua música.

Tenho também muitas lembranças da infância e adolescência na Pajuçara, da quantidade de conchas e estrelas do mar que existiam, do silêncio quebrado pelo barrulho só das ondas, dos pescasdores chegando com as suas redes cheias de peixes, dos banhos com tia Dulce as 05:00 horas da manhã para ter a certeza que estavamos sozinhas na praia. Até hoje meu programa predileto é caminhar na areia da praia da Pajuçara.
Agradeco a Deus todos os dias por ter tido o privigélio de morar neste Paraíso.
Beijos
Socorrinho

Maria do Rosario disse...

Socorrinho,

É verdade, nossos banhos de mar são inesquecíveis.
As caminhadas eram mais longas quando Tio Gilberto nos acompanhava nas tardes de sábado, indo até o Gogó da Ema. Voltando antes da maré subir porque alí era só mar, praia e coqueiros.
Dos arrastões eu tenho mais saudade, adorava ver a quantidade e variedade de peixes e moluscos. - E os ouriços! - Lembra a quantidade? - Quase todos nós levamos furadas de seus espimhos... Rs

Anônimo disse...

Rosário,

A pajuçara realmente tem o por do sol mais bonito que conheço.
Imagino a saudade que você sente lembrando das tardes que alí passamos, tomando água de coco, picolé, sorvete...
Você sempre fazia questão de só ir embora depois do por do sol.
Ô minha amiga...


Mônica