domingo, 25 de março de 2012

PÁSCOA II



Coelhinhos da Páscoa!

ELES SÃO MUITO FOFOS, E CERTAMENTE ESTÃO CONFABULANDO SOBRE OS PREPARATIVOS E DISTRIBUIÇÃO DOS OVOS DE PÁSCOA.




E não estão sozinhos nessa!

FESTA DO SANTO PADROEIRO

Saida da Missa na Igreja Matriz



Roda Gigante! Voltei no Tempo... Chorando de medo, sempre.




Aqui se come pastel de vento com caldo de cana, muito bom!


 PS. Fotografias By José Maria Mattos.

domingo, 18 de março de 2012

VIVA SÃO JOSÉ





O Santo protetor da família




Sou devota de São José por tradição, vivi minha infância e adolescencia numa cidade chamada São José da Laje, que o tem por seu Patrono porque sua imagem foi encontrada nos lajedos onde a Cidade foi construída.
No mês de março se comemora a festa do padroeiro, são nove noite de festa com missas, procissões, leilão beneficente e uma bela festa com parquinho de diversão.


DIA DE SÃO JOSÉ


Roçado de milho e feijão

Para colher dia de Santo Antônio, o plantio é feito dia de São José que é comemorado exatamente no último dia do verão. Fazendo-se uma festa com procissão para rezando pedir chuva afim de ter uma boa colheita.
Lembro do plantio de milho, os homens fazendo as covas com a enxada e as mulheres jogando três sementes de milho e três de feijão em cada uma e fechando com o pé.
Lembro também da colheita o milho seco e das meninas apanhando a fava que enrramava nos pés de milho que eram quebrados, assim secavam e sustentavam as ramas.
Com mãos calejadas do cabo da enxada, do rodo de mexer farinha, o pai debulhava o milho seco com muita habilidade, com duas espigas, uma em cada mão fazendo movimentos contrários e os grãos iam caindo no balaio, enquanto um dos meninos derramavam o milho no buraco e o outro girava o veio da pedra mó para quebrar o milho e fazer xerém. Os pintinhos faziam a festa, piando piu, piu, piu se movimentado e comendo xerém, amarelinhos e fofos como uma bolinha de pluma.
O milho era escolhido e as espigas maiores eram descascadas mas não se tirava a palha, para serem amarradas e penduradas no arame do alpendre.
A noite era obrigação das mulheres deixarem algumas espigas de molho em água quente, para ralar pela manhã e fazer cuscuz na panela de barro. Sabe como? - Coloca a água na panela, um pano de prato úmido na boca onde bota o fubá, prende o pano na boca da panela com um prato, tampa e deixa cozinhar no vapor. Cuscuz se come com leite, ovos fritos ou queijo de qualho assado.
Outra coisa que Maria fazia e eu adorava era pipoca, os milhos que não pipocavam ela assava e depois socava no pilão com um pouco de açúcar, chamada de fuba. Parece paçoca.

O feijão era arrancado, tirava as folhas, amarrava pelas raízes e pendurava num arame do outro alpendre pra secar, depois de dias, despinicava as vagens e as colocavam numa lona também, para serem batidas com varas para abrir, as mulheres enchiam as cabaças com feijões, jogavam em arupembas enormes e cessavam, fazendo movimentos pra frente e jogando os feijões pra cima, ao caírem de volta o vento leva as palhas, ficando quase limpo, mas elas catavam antes ensacar.

O café era plantado na beira do rio, colhido e posto para secar numa lona no terreiro de traz, torrado num tacho enorme e socado no pilão grande de madeira, com cintura fina e duas bocas, as mulheres batiam com a mão de pilão pesada e aos poucos e iam tirando uma quenga de coco e jogando na peneira de ferro, com a malha bem fina. Refazendo a operação, o barulho ritmado doía nos ouvidos. Mas era abafado pelas cantigas e euforia por ter fartura e de comer por uns dias...

Existiam porcos no chiqueiro, uns poucos bodes e cabras e algumas galinhas. Era o que se chama hoje de agricultura de sobresistência

A realidade era ter apenas uma roupa nágua e no couro, calça de mescla e camisa de volto mundo, vestido de chita e anágua de murin, ter cabeção de dormir e cabeção de tomar banho de cuia ou no rio, ter sempre o cabelo grande e preso num cocó, cama de varas com colchões de capim, guardar a roupa num baú de couro, armazenar água no pote de barro, coberto com um fundo de lata e beber água no pote com uma canela apenas.
Só comer carne verde quando se matava uma réis, lavar os pratos e roupa no rio, alvejar com anil e deixar quarar no sol, estender na cerca de arame farpado pra secar , carregar água na cabeça com o pote em cima da rudia de pano com o filho menor escanchado nos quartos.
Aos domingos os Pais iam ao povoado para vender seus produtos na feira, alguns eram marchantes vendendo carne na tarimba, outros vendiam farinha e feijão no mercado para com o apurado comprar querosene, sal , cominho, colorau e fumo de rolo na venda, tomar umas lapadas de cachaça, chegando à tarde em casa pé no mato, pé no caminho.

No fim do ano a feira vendia, alpercata, galocha, bota sete léguas, tamanco, chita vermelha e azul de ramagens e flores grandes além de bicos, fitas, sianinhas e entremeio, tudo para enfeitar os vestidos
Barracas que vendiam tecidos para a roupa dos homens, eles compravam os paus de pano pra fazer uma beca nova, percata xô boi, bainha de faca decorada e colorida combinando com o cinturão.
Chapéu de couro novo para a festa de Natal.
Mas era preciso caminhar quilômetros à pé de percada nova, queimando os pé, vestido numa calça de linho e camisa de riscado abotoada o colarinho,e as mulheres de vestido com saia de pala e franzida de três panos e anáguas, flor no cabelos, ruge e batom vermelho, brinco na orelha e salto alto, difícil de andar, mas todas as matutas usavam, desequilibradas seguiam até o povoado de Campo Novo pegar o trem de carga e ir a festas  na Usina Serra Grande.
Era normal ficar assustado com apito dos bueiros da usina e a luz vinda dos geradores e que enfeitavam e clareavam as ruas em lâmpadas enfileiradas e gambiarras serviam de admiração era porque eles só conheciam luz de candeeiro à querosene de pavio de algodão.
O negócio era ir primeiro pras barracas com musica e luzes multi coloridas, comer maçã do amor e cachorro quente, feito de carne moída e verduras. De barriga cheia era hora de comprar enfeites, espelhos pequeno oval, batom, diadema, maria chiquinha, presilha e um transilim de ouro pra pendurar no pescoço, junto com rosário azul e branco que todas as mulheres usavam.
A essa altura, já estavam com os pés cheios de calo, as roupas novas apertando e espinhando, mas ninguém ligava, porque tinha uma maquina de fazer algodão doce, outra de pipoca doce e colorida, meninos vendendo amendoim torrado dentro de cones de papel. Todos comiam de tudo e depois ficavam enjoados de rodar nas patinhas do parque da festa.

sábado, 17 de março de 2012

ÚLTIMO DOMINGO DO VERÃO






Dunas de Marapeh/AL


E COMO O TEMPO NÃO PARA, VAMOS NOS DESPEDIR DO VERÃO E DEIXAR O OUTONO INVADIR NOSSOS CORAÇÕES COM SEU HABITUAL ESPIRITO DE RENOVAÇÃO.


quinta-feira, 15 de março de 2012

PEARL HARBOR






AQUI  PREDOMINA UM JARDIM EXUBERANTE

 

Estreliça ou...




Beija Flor ou....





Flor do Paraíso



domingo, 11 de março de 2012

PARA TER UMA VIDA SAUDÁVEL





Meu Pai também falava muito isso!



Meu Pai dizia que...

"E SE NÃO SARAR, MORRE DA CURA"



Saindo uma vez de uma internação, ele relatou as recomendações médicas...
O senhor tem comer um abacaxi e tomar um suco de duas cenouras no café da manhã diariamente.
Todos os dias antes de dormir deve comer uma maçã.
E uma banana no almoço pelo potássio com uma porção grande salada por causa da fibra.
Sendo o suco de laranja porque tem vitamina C.
Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias tomar ao menos dois litros de água. A partir dai ele começou  ironizar, porque era espirituoso como poucos.
Tomar os dois litros e  uriná-los junto aos demais líquidos. E seguiu nessa linha:
Uma Aspirina por dia, previne infarto. Uma taça de vinho tinto para viver mais. Uma de vinho branco para estabilizar o sistema nervoso. Um copo de cerveja preta, para... não lembro bem para o que, mas faz bem.
Não deve fazer menos que seis refeições leves diariamente. E nunca se esqueça de mastigar pelo menos trinta vezes a cada garfada.
Ele começou então fazer as contas: assim sendo só para comer, serão cerca de cinco horas do dia...
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer. Ou seja,  tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e fazer bochecho.
Melhor então ampliar o banheiro e  colocar uma espreguiçadeira, porque entre a água, os sucos, a fibra e os dentes,  vou passar ali várias horas por dia, e como gosto estar bem informado, enquanto tomo o suco de laranja,  leio dois ou três jornais para comparar as informações.
E voltou para as contas: é preciso  dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não precise fazer hora extra. As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia e eu vou ter que fazer isso dormindo para ganhar tempo.
É importantíssimo lembrar que o lazer faz bem a saúde, eu costumo regar o jardim duas vezes ao dia, jogar uma biriba com os amigos umas três vezes por semana, fazer palavras cruzadas já virou vício.
Ops! perdi as contas de quantas horas precisa ter meu dia! Estou stressado.
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo! Por exemplo, tomar banho frio com a boca aberta, assim eu toma os dois litros de água,  escovo os dentes e faço bochecho.
Bebo os vinhos e a cerveja enquanto jogo com os  amigos.  Aí eu como a maçã e depois bebo o chá verde sem açúcar com a aspirina antes de dormir, assim, quando eu enfartar não vou saber porque.

PS. Ele não viveu para conhecer:

A linhaça dourada;
O omega nove;
Leite de alpiste;
Taíti None;
Chá de amora com um damasco, uma noz pecã;
Três castanhas do pará;
O poder das frutas vermelhas contra os radicais livres;
A quinoa;
Semente de Chia;
Os pães com seus grãos milagrosos e aí por diante...

sexta-feira, 9 de março de 2012

POR CLARISSE LISPECTOR


PRENDA-ME SE FOR CAPAZ
    
       Meu Pai dizia que:

      "O MAL DO ESPERTO É ACHAR QUE TODOS SÃO BOBOS"


"O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo. O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando."

Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram de sair por meio da esperteza, e o bobo tem originalidade, expontaneamente lhe vem a idéia.

O bobo tem oportunidade de ver coisas que os espertos não vêem. Os espertos estão sempre tão atentos às espertezas alheias que se descontraem diante dos bobos, e estes os vêem como simples pessoas humanas. O bobo ganha utilidade e sabedoria para viver. O bobo nunca parece ter tido vez. No entanto, muitas vezes, o bobo é um Dostoievski.

Há desvantagem, obviamente.  Mas, em contra partida, a vantagem de ser bobo é ter boa-fé, não desconfiar, e portanto estar tranqüilo. Enquanto o esperto não dorme à noite com medo de ser ludibriado. O esperto vence com úlcera no estômago. O bobo não percebe que venceu.

Não devemos confundir bobos com burros. Desvantagem: pode receber uma punhalada de quem menos espera. É uma das tristezas que o bobo não prevê.

Bobo não reclama. Em compensação, como exclama!

Os bobos, com todas as suas palhaçadas, devem estar todos no céu. 

O bobo é sempre tão simpático que há espertos que se fazem passar por bobos. Ser bobo é uma criatividade e, como toda criação, é difícil. Por isso é que os espertos não conseguem passar por bobos. Os espertos ganham dos outros. Em compensação os bobos ganham a vida. Bem-aventurados os bobos porque sabem sem que ninguém desconfie. Aliás não se importam que saibam que eles sabem.

É quase impossível evitar excesso de amor que o bobo provoca. É que só o bobo é capaz de excesso de amor.                         


                                                   E SÓ O AMOR FAZ O BOBO


* O MAL DO SABIDO É ACHAR QUE TODO MUNDO É BESTA.

MEU PAI DIZIA QUE...







Tenho o hábito de falar esta frase: Meu Pai dizia que..., e como somos Nordestinos esses ditos populares acabam sendo engraçados.
Mas a verdade é que existe muita sabedoria no que ele falava, e lendo Clarisse Lispector ontem decidi publicar uma série de crônicas com os temas do meu Pai.


quinta-feira, 8 de março de 2012

FÊNIX





"Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? Eu adoro voar!
Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre."


DIA INTERNACIONAL DA MULHER






Um mimo da Fênix


quarta-feira, 7 de março de 2012

MULHER MODERNA


A vida é feita de momentos



A mulher da atualidade, aquela que iniciou a luta pelo feminismo, igualdade de condições e mesmo com jornada dupla conquistou seu lugar no mercado de trabalho. 
Antenada, vem  surpreendendo com seu nível intelectual, cultural e, principalmente a forma como preservou a sensualidade.
Mas eu que sou mulher vaidosa, independente, mãe coruja e pobre mortal, fico a pensar:  o que seria uma mulher moderna.

Seria aquela que se ama acima de tudo, que não perde tempo com futilidades, mesmo porque não tem tempo.
É aquela que trabalha porque acha que o trabalho engrandece, que é independente financeiramente mas depende dos outros, que é corajosa, companheira, confidente, amante...

É aquela que às vezes tem uma crise súbita de ciúmes mas que não tem vergonha nenhuma em admitir que está errada e correr pros seus braços...

É aquela que consegue ao mesmo tempo ser forte e meiga, desarrumada e linda...

Enfim, a mulher moderna é aquela que não tem medo de nada nem de ninguém, olha a vida de frente, fala o que pensa e o que sente, doa a quem doer...

E se você homem da atualidade que por ventura tem ao seu lado uma mulher moderna, fique antenado!

Nunca deixe sua mulher insegura. Antigamente elas choravam. Hoje, elas simplesmente partem para outra, num  piscar de olhos (literalmente)

Não ache que ela tem poderes adivinhatórios. Ela tem de saber da sua boca o quanto você gosta dela. Qualquer dúvida neste sentido poderá levar às conseqüências indesejadas.

Não ache que é normal sair com os amigos mais  que duas vezes por semana, três vezes então... As mulheres modernas dificilmente andam implicando com isso, entretanto elas são categoricamente cheias de compromissos sociais e vivem rodeada da presença masculina. Se não for a sua meu amigo...

Quando disser que vai ligar, ligue, senão  o risco dela desligar o celular é grande, afinal, passado o tempo combinado, ela dar continuidade a agenda... O tempo não para!

Satisfaça-a sexualmente. Mas não finja satisfazê-la. As mulheres modernas têm uma naturalidade absurda com relação ao sexo e, fingir orgasmo é um atributo útil apenas quando estão atrasadas para uma reunião importante ou áudio conferência na primeira hora da manhã.

Você precisa lhe dar atenção. Mas principalmente faça com que ela perceba isso. Concorrentes, mau ou bem intencionados sempre existem, e estes quando querem são peritos em levar uma mulher às nuvens. Então, leve-a você, afinal, ela é sua ou não é?

Tente estar menos cansado. A mulher moderna também trabalhou o dia inteiro e, vez compras, o jantar, pôs a louça na máquina e, provavelmente, ainda tem fôlego para dar uma rapidinha e depois, virar pro lado e simplesmente dormir.

Não deixe de fazer coisas do começo da relação. Se quando começaram a sair viviam se cruzando em festas, se pegando em lugares inusitados, trocavam e-mails ou telefonemas picantes, a chance dela gostar disso é muito grande, e a de sentir falta disso então é imensa. A mulher moderna não pode sentir falta dessas coisas...

Deste modo, se você está ao lado de uma mulher de quem realmente gosta e tem plena consciência de que, atualmente o mercado não está pra peixe (falemos de qualidade), pense bem antes de dar alguma dessas mancadas. Proteja-a, ame-a, e, principalmente, faça-a saber disso.

Ela vai pensar milhões de vezes antes de dar bola pra aquele bonitão que vive enchendo-a de olhares... e vai continuar, sem dúvidas, olhando só pra você!

E por ser moderna talvez ela prefira uma relação também moderna, e se você a ama de verdade aceite, afinal de contas ela já paga um preço muito alto por suas conquistas de igualdade e merece ser amada incondicionalmente! 

terça-feira, 6 de março de 2012

segunda-feira, 5 de março de 2012

domingo, 4 de março de 2012

sábado, 3 de março de 2012

quinta-feira, 1 de março de 2012

PRESERVE O MEIO AMBIENTE!




Foto By Mariana Beneton


Foto By Beatriz Lyra


Foto By Mariana Beneton



A NATUREZA E NOSSOS NETOS AGRADECEM A CONVIVÊNCIA PACÍFICA